Ações da Apple caem no dia de lançamento do iPhone 12

ANÚNCIO

Enquanto a Apple realizava as apresentações de seus novos modelos de iPhones, a primeira linha compatível com a tecnologia 5G, nesta terça-feira (13), suas ações entraram em queda de até 4% após altas de dois dias seguidos.

Levando em consideração que, o ponto em que as ações foram negociadas diz respeito ao seu valor mais baixo (US$ 119,65), o caimento das ações simboliza uma perda de aproximadamente US$ 81 bilhões para a companhia.

ANÚNCIO

Ao decorrer do dia, a Maçã conseguiu se recuperar, fechando o dia com uma queda de 2,65% (para US$ 121,10). Tal valor é US$ 16,88 menor do que o índice mais alto nas últimas 52 semanas: US$ 137,98 obtidos em 2 de setembro.

Ações da Apple caem no dia de lançamento do iPhone 12
Fonte: (Reprodução/Internet)

Apple tem maior queda no mercado de ações

O desempenho desta última terça-feira (13) colocou a marca da maçã atrás de concorrentes diretos como a Microsoft, que teve alta de 0,66% (US$ 222,86), da Alphabet, que subiu 0,16% (US$ 1.567,07) e da IBM, que sofreu uma queda porém de 1,66% (US$ 125,10). 

Segundo informações da ferramenta de análise Kensho, é comum que as ações da Apple sofram alta constante, aproximadamente de 10,7% nos três meses seguintes aos eventos de lançamentos da empresa. No último mês, antes do início do evento, as ações da Apple subiram 9%.

ANÚNCIO

Para analistas, não foi um dia bom para o mercado

Segundo análise de profissionais da área, de uma maneira geral, o dia pôde ser considerado como ruim para o mercado, uma vez que a Nasdaq sofreu queda de 0.10% para 11.863,90 pontos, e o Dow Jones de 0,55%, para 28.679,81 pontos.

Novos iPhones devem fortalecer ciclo de atualizações

Durante o evento, a Apple apresentou quatro novos modelos de iPhones, dentre eles, faz parte um com valor mais acessível. O iPhone 12 Mini é o com menor preço da nova geração, enquanto o restante segue a linha dos smartphones lançados em 2019, o Phone 12, o iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max.

Os analistas esperam que os novos iPhones tenham um ciclo de atualização mais forte do que o normal entre os clientes da Apple (especialmente quando o 5G está incluído), mas alguns desses anúncios podem terem feito os usuários repensarem se, de fato, vale o investimento.

Esta linha será a primeira a ser vendida sem um fone de ouvido e carregador embalados. A Apple argumenta que excluir esses itens é um passo importante para atingir a neutralidade na emissão de carbono, meta essa que diversas empresas de tecnologia ao redor do mundo possuem.

ANÚNCIO