Animais podem ter coronavírus? Entenda

ANÚNCIO

Surgiu a pouco tempo atrás a notícia de um animal contaminado com o coronavírus na China e veio a dúvida, animais podem pegar coronavírus? Animais como cachorro ou gato podem pegar? Eles podem também transmitir? Se sim, eles sentem algum sintoma? Como tratar?

As informações se tornam ainda mais importante dado que o país inteiro está em quarentena com seus animais de estimação dentro de casa. Todo cuidado para o não contágio e disseminação do vírus pelo ambiente só com um espirro, atualmente é pouco.

ANÚNCIO

Com o aumento diário do número da doença no Brasil, começam então as movimentações na busca de prevenir e proteger a todos. Embora a taxa de letalidade do coronavírus não seja tão alta, como da dengue por exemplo, é importante conter o avanço da doença tomando as precauções necessárias.

coronavírus
Fonte: (Reprodução/Internet)

Vem saber se os animais podem pegar coronavírus e o que podemos fazer para cuidar.

Animais podem pegar coronavírus?

Podemos dizer que sim, os animais podem pegar coronavírus. Mas calma, o COVID 19 pode entrar em contato com os bichinhos devido alta carga viral do ambiente em que ele esta inserido. Mas a doença não representa para ele, nem de longe o perigo que representa para os humanos.

ANÚNCIO

Você deve estar se perguntando se as notícias de animais infectados eram ou não verdade. Uma delas, foi o caso de um cachorro da raça lulu da pomerânia em Hong Kong, na China, que deu positivo para o coronavírus.

A explicação para o caso, é que foram encontrados no seu organismo uma carga viral, que no entanto, não se manisfestaria no cachorro porque o novo coronavírus é um vírus que se desenvolve exclusivamente em humanos. Por isso, o animal pode ser infectado, mas ele não tem efeito no organismo deles.

Mas os cachorros ou gatos podem transmitir?

Não da mesma forma que os humanos podem transmitir. Como o coronavírus não se desenvolve nos animais, ele também não pode passar dele para outros animais ou seres humanos, por exemplo.

Ou seja, o cachorro ou o gato não vira um transmissor mesmo estando com a carga viral no organismo. Ainda que o seu bichinho dê um beijo de gato no seu rosto ele não vai te passar coronavírus, não dessa forma. No tópico abaixo, você vê porque ainda assim tem que tomar cuidado.

Então, porque o animal pegou coronavírus? Isso acontece pela alta carga viral no ambiente e aconteceria com qualquer outro vírus e com qualquer ser vivo que passasse pelo ambiente contaminado.

Posso abraçar o meu pet se eu estou com coronavírus?

Não. Ainda que a doença não se desenvolva nem é transmitida pelos animais, eles podem passar ela para frente de outra forma. O ser humano é quem é transmissor do coronavírus e ele dissemina o vírus pelo ambiente só com um espirro, por exemplo, ao pegar no cachorro ele pode com o pelo levar o vírus para o próximo a fazer carinho nele.

Afinal, pegar nas superfície das coisas também é uma forma de disseminar a doença. Então, se eu estou contaminado e pego no pelo do meu cachorro ou gato e outro membro saudável da família entra em contato com o pelo do animal, esse membro pode, então, pegar o vírus dessa forma.

Ele pega não porque o animal tinha coronavírus e passou para ele por contato com boca ou olhos do animal, mas porque um humano “depositou” o coronavírus com as mãos no pelo do bicho. Entendeu?

Cuidados com os pets

A disseminação do coronavírus pelo mundo foi tão rápida e violenta, que as pessoas começaram até colocar máscaras nos bichinhos. Não é necessário, desde que tenham os cuidados necessários para quem está com coronavírus e possui animais.

Se você foi diagnosticado, além de manter os cuidados diários de higiene e isolamento para não disseminar o vírus para outras pessoas, deve também evitar entrar em contato com os animais de estimação.

Por agora é melhor não dormir abraçado com cão ou gato. Deixar os pets em um local reservado da casa só para eles vai ajudar a preservar a ambos. Anotou todas as dicas?

ANÚNCIO