Após adiantamento, Instituto Butantan divulga eficácia da vacina contra a Covid-19

ANÚNCIO

Após adiantamento, o Instituto Butantan finalmente apresentou dados da eficácia da CoronaVac para o registro na Anvisa. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (07) em São Paulo. 

Além disso, o governo de São Paulo continua com a previsão da vacinação contra a Covid-19 para 25 de Janeiro. No entanto, a liberação para o uso do imunizante ainda deve ser aprovado pela Agência de Vigilância Sanitária.

ANÚNCIO

A vacina CoronaVac foi desenvolvida pelo Instituto Butantan juntamente à farmacêutica chinesa Sinovac. Antes de divulgar os dados da eficácia da vacina, o imunizante passou por testes clínicos feitos no Brasil. 

Após adiantamento, Instituto Butantan divulga eficácia da vacina contra a Covid-19
Fonte: (Reprodução/Internet)

CoronaVac não atingiu 90% de eficácia em testes feitos no Brasil

Os dados da eficácia da CoronaVac serão divulgados em uma coletiva de imprensa do governo paulista na sede do Instituto Butantan com a participação do governador paulista, João Dória (PSDB) e secretários do governo de São Paulo.

Por conta das regras contratuais, o governo do estado ressalta que, até então, não poderá antecipar os resultados dos índices coletados no Brasil. No entanto, de acordo com o secretário da Saúde, a vacina não atingiu 90% de eficácia

ANÚNCIO

Os resultados deveriam ter sido publicados no dia 23 de dezembro, mas foram adiados pela segunda vez. Antes mesmo do adiamento do resultado, seria previsto uma conclusão da eficácia no dia 15 do mesmo mês. 

De acordo com o governo paulista, a fase 3 dos testes da CoronaVac no Brasil alcançou pelo menos 170 voluntários infectados. A taxa mínima para uma vacina ser aceita pela Anvisa é de 50%. 

Vacinação da CoronaVac começa no dia 25 de janeiro

Apesar dos dados ainda terem sido divulgados, o governo de SP manteve a data de 25 de janeiro como o início da vacinação, data de aniversário da cidade de São Paulo. O governador do estado já apresentou aos prefeitos o cronograma de vacinação.  

Nesta quarta (6), João Dória (PSDB) informou aos prefeitos que a vacinação acontecerá de segunda a sexta, das 7h às 22h, e de 7h às 17h aos sábados, domingos e feriados. 

O secretário da Saúde ainda está aguardando o pronunciamento formal do Ministério da Saúde em relação à aquisição da CoronaVac. Contudo, Eduardo Pazuello, afirmou que a vacina chinesa será implementada no calendário nacional de vacinação. 

Envio dos dados finais à Anvisa 

Segundo o Instituto Butantan, os dados que serão divulgados nesta quinta-feira (7), ainda serão enviados à China para que a farmacêutica Sinovac possa avaliar os resultados dos 13 voluntários.

Os números foram enviados pelo Instituto ao laboratório Sinovac, na China, no dia 23 de dezembro e se esperava uma conclusão até o dia 7 de janeiro. O objetivo do envio é a comparação do resultado do Brasil com outros países. 

Com isso, é possível evitar que a vacina tenha diferentes índices de eficácia em outros países. Feito isso, os dados finais serão encaminhados à Anvisa e à National Medical Products Administration, da China. 

ANÚNCIO