Google lança oficialmente iniciativa de apoio ao jornalismo brasileiro

ANÚNCIO

Nesta quinta-feira (1), o Google anunciou a chegada oficial do “Destaques”, o Google News Showcase, no Brasil. Além do país, a Alemanha foi escolhida para estrear o programa, que já entrou em disponibilidade no mesmo dia em que foi lançado. 

De acordo com a companhia, o recurso é capaz de oferecer aos usuários mais contextos, bem como diferentes perspectivas e maior detalhamento sobre pautas importantes do jornalismo atual, a fim de atrair maior tráfego para os sites das publicações.

ANÚNCIO

O investimento, segundo post o blog oficial da empresa, será de US$ 1 bilhão a nível global apenas nos três primeiros anos do projeto. Nesse período é esperado que ocorram parcerias com portais de notícias criadores de conteúdos de alta qualidade para a nova plataforma.

Google lança oficialmente iniciativa de apoio ao jornalismo brasileiro
Fonte: (Reprodução/Internet)

Destaques é composto por painéis de notícias 

Diferente dos modelos tradicionais, o novo ambiente jornalístico foi criado com quadros de notícias que serão utilizados por veículos parceiros para agrupar os conteúdos que aparecem no feed dos leitores. Com esta organização, será possível oferecer narrativas mais completas graças aos recursos da plataforma.

Para o Google, o diferencial da plataforma está na possibilidade de os veículos poderem escolher parte dos editoriais que aparecerão para os usuários, bem como decidir a apresentação. Com essa gama de customização, as publicações dos portais irão se diferenciar pela riqueza do conteúdo.

ANÚNCIO

Portais brasileiros na plataforma

Atualmente, mais de 20 nomes compõem o grupo de portais parceiros, sendo parte deles detentores de alcance nacional, como Estadão, Band, Folha de S. Paulo e Jovem Pan. Completando, há veículos de diferentes regiões do país, com alcance determinado.

Uma nova experiência jornalística no Brasil

Com a presença do Destaques no Brasil, é marcado o surgimento de uma nova forma de jornalismo na internet. O projeto possuirá curadoria editorial de diferentes redações internacionais, e também vai oferecer aos leitores uma ligação mais profunda com os portais de notícias.

De acordo com a companhia, a plataforma funcionará como um novo programa de licenciamento de conteúdo. Os jornais serão remunerados por oferecer um conteúdo de qualidade aos usuários, sendo equivalente a outras iniciativas como “Assine com o Google” e “Web Stories”.

“A missão do Google é organizar as informações do mundo e torná-las acessíveis e úteis para todas as pessoas, em todo o mundo – e isso representa um objetivo compartilhado com veículos que desejam manter a população bem-informada”, afirmou a empresa.

Compromisso Google a longo prazo

A empresa ainda ressalta que o lançamento contribui para a sustentabilidade do setor de informações de diversas maneiras. Como exemplo, a mesma citou o redirecionamento do tráfego para sites jornalísticos do mundo todo via mecanismo de Busca ou projetos da Iniciativa Google de Notícias (GNI).

Outro exemplo dado é referente ao fundo emergencial, que auxiliou mais de 5.600 pequenos e médios portais no mundo, que se viram prejudicados durante a pandemia causada pelo novo coronavírus (no Brasil, foram R$ 17 milhões investidos em cerca de 400 redações).

ANÚNCIO