Há 60 dias da prova, MEC não finalizou contrato para o Enem Digital

ANÚNCIO

O Ministério da Educação (MEC) ainda não finalizou a negociação contratual para realizar a edição digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Os gastos para o uso também não estão estabelecidos.

A preocupação da comunidade estudantil é que faltam menos de 60 dias para aplicação do exame. De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o contrato está na última fase.

ANÚNCIO

As provas acontecerão em todo o Brasil entre 31 de janeiro e 7 de fevereiro. A versão impressa ficou marcada um pouco antes, nos dias 17 e 24 de janeiro e, mais de 96 mil vestibulandos estão inscritos na versão ainda em trâmite.

Há 60 dias da prova, MEC não finalizou contrato para o Enem Digital
Fonte: (Reprodução/Internet)

Prova do Enem deve ser aplicada totalmente digital a partir de 2026

O Enem Digital foi uma proposta do MEC para o ano de 2020. De início, a maioria dos estudantes não adotou a opção que está em projeto-piloto, tendo apenas 1,7% do total de candidatos.

O MEC deseja tornar o exame nacional totalmente digital até o ano de 2026. No entanto, a mudança da aplicação tradicional deve ser feita institucionalmente. Para o projeto-piloto, o contrato com a Fundação Cesgranrio deve ser alterado.

ANÚNCIO

Assim que houve o anúncio do novo modelo, o Inep divulgou que seriam investidos cerca de R$ 20 milhões, e que não havia o planejamento da compra de novos computadores, mas sim o uso das máquinas já disponíveis em instituições de ensino.

Especialista em educação critica o atraso do MEC

O doutor em educação da Universidade de São Paulo (USP), Ocimar Alavarse, em entrevista ao G1, afirmou que o atraso é preocupante em termos de segurança da prova. Ainda, o profissional disse que toda a logística da prova pode ser afetada, como a preparação do local.

Além disso, Alavarse disse que precisam ser feitos testes para que o evento ocorra com organização, e que dois meses é um prazo demasiado curto que pode comprometer este importante processo no calendário.

Presidente interino do Inep tira algumas dúvidas

O presidente substituto do Inep, Camilo Mussi, explicou algumas das dinâmicas do dia. Segundo o administrador, cada estudante terá acesso à um computador pré-determinado. As salas contarão com modelos reserva caso o aparelho apresente algum problema.

Ainda, Mussi disse que o treinamento dos aplicadores será iniciado neste sábado (5). 30 mil pessoas voluntárias serão treinados para que vigiem os candidatos. Também sabe-se que no Enem Digital, cada sala contará com um técnico em informática.

ANÚNCIO