Oxímetro do Apple Watch Series 6 é marcado pela sua imprecisão

ANÚNCIO

Um dos recursos mais comentados pelos internautas após o recente lançamento do Apple Watch Series 6 foi o medidor de oxigênio no sangue do usuário. Mesmo com a possibilidade de lançar tal ferramenta desde a primeira geração, apenas agora a Maçã optou por liberá-la.

Não se sabe ao certo o motivo da companhia esperar tanto tempo para lançar do oxímetro, porém, é possível que seja graças a maior precisão presente na sexta geração do Watch. O oxímetro da Apple ainda não recebeu aprovação do Food and Drug Administration (FDA).

ANÚNCIO

Mesmo com esse grande período de lançamento, segundo Geoffrey Fowler, jornalista do Washington Post, a empresa não conseguiu de fato equilibrar o equipamento. O mesmo realizou testes e comparações com o Fitbit Sense, seu concorrente, e com um oxímetro comum.

Oxímetro do Apple Watch Series 6 é marcado pela sua imprecisão
Fonte: (Reprodução/Internet)

Processo de medição do oxigênio no sangue

A atuação dos equipamentos na medição de O2 é igual nos três: os vasos sanguíneos são iluminados para que a quantidade de luz que é refletida indique a cor do sangue. Assim, é fornecido o dado do volume do O2 em uma medida chamada SpO2. Em saudáveis, este valor varia entre 95% e 100%.

A questão adotada é que ambos os relógios marcaram imprecisões, fornecendo valores muito diferenciados, com variações muito grandes. Fowler defende que empresas de tecnologia comercializam ferramentas de saúde sem que possam de fato realizar o que prometem.

ANÚNCIO

“A primeira vez que experimentei isso no Apple Watch 6, ele disse que meu nível de oxigênio estava em 88% – chocantemente baixo, visto que estou com boa saúde e não estava ofegando. Cinco minutos depois, testei novamente e ele disse que meu SpO2 estava em 95%”, afirmou Fowler.

Novos testes foram feitos com outro Watch 6

Após contactar a Apple, foi enviado um novo relógio para o jornalista. Com ele, durante a primeira medição, foi indicado que o nível de SpO2 era de 100%. Ao longo de vários testes durante o dia, o Watch 6 marcou pequenas divergências de dois ou três pontos com um oxímetro comum.

O maior ponto percentual foi de 7%. Flower chegou a pensar que o problema poderia ser ele, porém, para realizar testes com diversas pessoas, é preciso levar em consideração incalculáveis variações referentes a gordura, pele e vasos sanguíneos. 

“[O sensor] foi rigorosamente testado em um amplo espectro de usuários e em todos os tons de pele.”, disse a empresa. “O app Oxigênio no Sangue não se destina ao uso médico, incluindo autodiagnóstico ou consulta médica, e foi desenvolvido apenas para fins de bem-estar e boa forma”, afirmou.

Resultados da Fitbit Sense

O que é relevante às medições da Fitbit Sense, pôde-se concluir que seus resultados acertaram mais, porém o relógio da Apple fornece muito mais informações aos usuários e pode realizar checagens pontuais, diferente de seu concorrente que só atua à noite. 

ANÚNCIO