Primeiro robô para mineração espacial será lançado em novembro

ANÚNCIO

Com o passar do tempo, algumas empresas estão se aprofundando cada vez mais em pesquisas aeroespaciais. É o caso da startup chinesa que pretende conhecer mais sobre os minérios que circulam o nosso Universo. 

A Origin Space, com sede em Pequim, afirma que planeja lançar em novembro o primeiro “robô de mineração espacial” (NEO-01), que sairá da órbita terrestre e seguirá ao espaço em um foguete da série Longa Marcha com carga útil secundária. 

ANÚNCIO

 A ideia de explorar recursos minerais do espaço não é recente e já existe na comunidade científica há um tempo. De acordo com o co-fundador da Origin Space, Yu Tianhong, a primeira sonda não realizará uma mineração de fato.

Primeiro robô para mineração espacial será lançado em novembro
Fonte: (Reprodução/Internet)

Escavação espacial pode ser um risco 

O robô de mineração foi nomeado como NEO-1, a pequena sonda representará um marco na Startup chinesa. No entanto, de primeira viagem, o robô não efetuará nenhuma mineração em asteroides. Por ora, a sonda entrará em fase de testes, para demonstrar funções múltiplas e captura simulada de pequenos corpos celestes.

Além do NEO-1, a startup chinesa também desenvolverá um telescópio óptico chamado “Yuanwang-1” que tem função de identificar alvos espaciais que estão propensos à mineração. Com isso, o NEO-2 entrará em órbita espacial em direção a Lua e executará o mesmo trabalho que o NEO-1. 

ANÚNCIO

Mesmo que seja uma novidade e tanto, a exploração de minérios espaciais ainda gera controvérsias entre os cientistas. O apelo de muitos pesquisadores é que o Sistema Solar seja protegido dessas práticas. Mas, mesmo assim, a China e os Estados Unidos, seguem as pesquisas de como extrair minérios espaciais

NASA paga empresas para coletar sujeira da Lua

Apesar das falas de perigo que os cientistas falam sobre a escavação de minérios espaciais, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou uma ordem executiva que incentiva à mineração de recursos da Lua e de asteroides.

Com isso, a NASA já está vendo possibilidades de realizar uma missão para explorar minérios espaciais. Na semana passada, a agência espacial disse que pagará empresas que coletarem “sujeira” da Lua

Portanto, todos os olhos de empresas espaciais estão voltados para a exploração espacial. Afinal, mesmo que seja um mercado arriscado e novo, ainda será possível movimentar trilhões de dólares com a mineração. 

ANÚNCIO