Provedores de busca convocam reunião com Comissão Europeia e Google

ANÚNCIO

Nesta semana, companhias de mecanismos de buscas rivais do Google encaminharam à Comissão Europeia uma carta conjunta onde solicitaram uma reunião com o gigante das buscas, e a comissão, a fim de estabelecer um menu de preferências eficaz.

No documento, os provedores de busca argumentaram que processo de escolha dos distribuidores, que irão aparecer no menu de preferências de pesquisa, não é capaz de consertar os empecilhos antitruste identificados pela comissão da Europa há mais de dois anos.

ANÚNCIO

O menu em questão se trata de uma tela criada que permite o usuário optar por qual mecanismo de busca ele quer utilizar em seu novo aparelho. Ele surge ao iniciar pela primeira vez um Android que foi comprado na Área Econômica Europeia (EEA) após o dia 1 de março de 2020.

Provedores de busca convocam reunião com Comissão Europeia e Google
Fonte: (Reprodução/Internet)

Processo resultou em multa e ações obrigatórias

A decisão de selecionar um mecanismo de pesquisa veio dos esforços do Google para cumprir a decisão antitruste da Comissão Europeia em julho de 2018,  envolvendo Android e pacotes de aplicativos. Na época, a empresa foi multada em US $5 bilhões e recebeu 90 dias para fazer as alterações necessárias.

No entanto, a forma como o provedor de pesquisa aparece no menu de preferências tem atraído críticas de muitas empresas. O processo envolveria leilões em cada país, e os provedores de pesquisa diriam quanto estariam dispostos a pagar ao gigante da tecnologia se os usuários escolherem seu serviço.

ANÚNCIO

Várias empresas afirmam que o Google abusou de sua posição dominante, aumentando os lucros e prejudicando empresas menores ou sem fins lucrativos. Em resposta, a empresa defendeu o leilão, alegando que era um método justo que permitia aos fornecedores de pesquisa determinar um valor equivalente.

Comissão afirma que carta será respondida em breve

De acordo com um porta-voz da Comissão, a carta já foi recebida e assim que possível será respondida. Ele continuou ao adicionar que a entidade está acompanhando de perto a aplicação da tela de escolha, e que a mesma também está comprometida na implementação efetiva e completa da medida.

Quando questionado sobre, o Google disse que o Android permite que as pessoas escolham instalar, usar e definir aplicativos padrão em seus dispositivos, e que o menu de seleção é um equilíbrio entre fornecer aos usuários mais opções e garantir que o Google continue a investir no desenvolvimento e manutenção do sistema.

“O objetivo do menu de escolha é dar a todos os provedores de busca oportunidades iguais de lances – não para dar tratamento especial para certos rivais”, concluiu a companhia.

ANÚNCIO