Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura

Jair Bolsonaro anunciou que a atriz Regina Duarte deixa a Secretaria de Cultura. Ela assumiu o comando sendo uma personalidade do setor visando “pacificar” a área artística com o Governo Federal. Contudo, o que aconteceu foi justamente o contrário.

Recheada de críticas de sua classe de atores e de demais personalidades da cultura, Regina foi criticada desde a posse até sua saída da secretaria. A recente entrevista ao canal CNN, pode ser considerada o ápice dos posicionamentos rechaçados.

Na internet, a notícia de sua saída foi vista e zombada como a novela mais curta que Regina Duarte participou. A saída da atriz segundo o presidente foi um redirecionamento a outro setor e um momento, segundo a atriz, para estar mais próxima a família em São Paulo.

Regina Duarte deixa Secretaria de Cultura
Foto: Reprodução/internet

Veja a trajetória da Secretaria de Cultura, sua saída e reações a notícia.

Regina na Secretaria da Cultura

Regina Duarte assumiu o cargo no dia 4 de março, até sua saída foram pouco mais de dois meses de atuação. Sua saída marca mais uma das alterações do governo Bolsonaro. Entre suas atividades como secretária se encontram algumas polêmicas.

ANÚNCIO

No governo Bolsonaro, o antigo Ministério da Cultura virou apenas uma Secretaria. Ao assumir o cargo ela cometeu uma série de desencontros de informações e dados inclusive sobre o governo. Regina foi criticada pela classe artística, por apoiadores de direita e até por Bolsonaro ao fazer nomeações errôneas sobre o perfil ideológico governo.

Ao assumir, ela informou que o “propósito aqui é de pacificação, diálogo permanente com o setor cultural” mas por essa razão foi duramente criticada pelo setor. Uma das maiores polêmicas foi a comparação da cultura ao “pum do palhaço”.

Reações do meio artístico

A notícia recebeu reações do setor de artistas que afirmaram que ela queimou a sua imagem após assumir o cargo. Bruno Gagliasso, Antonio Fagundes e Maitê Proença, que foi um dos nomes que se manifestaram contra atuação da secretária sem uma política pelo setor que sofre na pandemia.

Maitê inclusive foi personagem do drama vivido pela secretária na entrevista à emissora CNN. Na ocasião dois repórteres da emissora questionam Regina sobre seu posicionamento em relação a ditadura militar. Na internet, ela foi criticada por parecer zombar do episódio.

Também o autor de novelas da Globo Walcyr Carrasco comentou sua saída. Em suas redes sociais o autor perguntou “valeu a pena Regina?”. Walcyr disse em seu post que a atriz destruiu sua imagem e manchou sua carreira de sucesso. Leia o post inteiro.

Youtubers zoam momentos mais polêmicos da atriz, assista ao vídeo.

https://www.youtube.com/watch?v=pyegrsrIqL8

Bolsonaro comenta a saída e novo cargo

O novo cargo de Regina foi considerado por ela como um presente do presidente Jair Bolsonaro. E apesar das controvérsias, os dois em suas aparições juntos demonstram amizade. Em um dos últimos encontros gravados em vídeo, Bolsonaro falou sobre sua trajetória.

Regina Duarte
Foto: Reprodução/internet

“Regina, toda semana tem um ou dois ministros que, segundo a mídia, estão sendo fritados. Objetivo é desestabilizar a gente e tentar jogar o governo no chão. Não vão conseguir. Jamais ia fritar você” disse Bolsonaro no vídeo.

O presidente disse que era uma pena não ter mais o convívio dela em Brasília contudo, que a atriz será beneficiada em São Paulo. O novo cargo na cidade, seria para Regina duplamente positivo. Bolsonaro disse que a Cinemateca Brasileira, é “do lado do apartamento dela”.

ANÚNCIO