Satélite se desintegra na atmosfera – Confira vídeo

ANÚNCIO

Em 1964, a Nasa lançou o satélite OGO-1 em meio à corrida espacial com o foco de estudar a magnetosfera da Terra. Há 56 anos o satélite está em órbita contudo, a máquina parou de funcionar em 1971.

Nesse final de semana, o satélitereentrou’ na atmosfera terrestre e se desintegrou. Seus últimos momentos na atmosfera terrestre foram filmados por uma equipe de pesquisadores do grupo “PYF Spotters”.

ANÚNCIO

O satélite fazia parte do projeto chamado Orbiting Geophysical Observatories que pertencia a Nasa em 1964. Porém, a missão foi oficialmente concluída em 1974 e o satélite passou a ser considerado lixo espacial.

Satélite se desintegra na atmosfera - Confira vídeo
Fonte: (Reprodução/Internet)

Satélite considerado lixo espacial se desintegra 

O satélite OGO-1 foi relembrado quando uma agência espacial norte-americana (Catalina Sky Survey) da Universidade do Arizona, avistou o satélite em 25 de agosto, enquanto buscavam por asteroides próximos à terra. 

Os pesquisadores estudaram o achado mais a fundo, e descobriram que não se passava de um asteroide, e sim do OGO-1. A Nasa já estava observando o satélite à algum tempo para saber que dia ele iria ser sugado pela força atmosférica terrestre

ANÚNCIO

De acordo com a Nasa, o satélite iria cair no sábado (29), por volta das 18h10 (horário de brasília), sem colocar em risco as vidas da população das ilhas da região onde iria passar. 

“A espaçonave se fragmentará na atmosfera e não representará nenhuma ameaça ao nosso planeta – ou a qualquer pessoa nele – e esta é uma ocorrência operacional normal no fim das espaçonaves aposentadas”, disse a Nasa sobre o assunto. 

Vídeo do OGO-1 se desintegrando

A equipe que capturou o vídeo, dedica-se na observação de aviões, mas os conseguiram gravar a hora exata da reentrada do satélite nos céus do Taiti. Na gravação, o objeto está em chamas e corre pelo céu azul das ilhas do Taiti.

Mesmo que o OGO-1 seja o primeiro satélite a ser lançado da linha OGO, ele vai ser o último a reentrar na atmosfera terrestre. Pois, todos os outros cinco satélites lançados, já realizaram o percurso até a atmosfera.

ANÚNCIO