Twitter lança API com novos recursos para aplicativos

Nesta quarta-feira (12), o Twitter lançou sua nova API, o API V2. A nova atualização é a primeira reconstrução completa desde 2012. Desde então, a empresa começou a limitar a ferramenta para os desenvolvedores de aplicativos terceiros. 

Com o lançamento da API V2, o Twitter está tornando-se mais acessível para empresas e principalmente desenvolvedores de apps. 

A novidade foi anunciada em julho, porém quem vazou a informação foi um dos maiores hackers da história. Portanto, o Twitter decidiu adiar o lançamento para agosto.

Twitter lança API com novos recursos para aplicativos
Fonte: (Reprodução/Internet)

Conheça o novo API do Twitter com novos recursos para aplicativos.

Novo API para aplicativos terceiros

Com o lançamento, os apps terceiros do Twitter,  como o Tweetbot e Twitterrific, podem começar a adicionar novos recursos. Agora, a plataforma oferece diversos recursos que estavam ausente há muito tempo, incluindo:

ANÚNCIO
  • Encadeamento de conversas (threads);
  • Resultados de enquetes em tuítes;
  • Fixar um tuíte em perfis;
  • Filtragem de spam.

Estes só são algumas vantagens que estão liberados aos desenvolvedores, o Twitter está organizando seu acesso em níveis. O primeiro nível é básico e gratuito, foi lançado ontem e limita quantas solicitações de API’s os desenvolvedores podem fazer.

Já no segundo nível, que a empresa chama de “elevado”, o usuário não terá as mesmas restrições, mas será taxado em uma quantia em dinheiro. Entretanto, o Twitter disse que a versão gratuita do API já supre 80% das necessidades do desenvolvedor.

Benefícios do API V2 

Segundo os gerenciadores do Twitter, a nova atualização do API V2 é um incentivo aos desenvolvimento de terceiros. Diversas empresas e serviços dependem do Twitter, como: Spike Trap, Social Market Analytics, bot de uso único e ferramentas avançadas. Portanto, a atualização é muito necessária em diversos sentidos. 

O API também é muito importante para pesquisadores que estudam tendências sociais em grande escala. Eles usam os recursos do API do Twitter para diversas linhas de pesquisa, analisando o fluxo de um tuíte até a propagação de discursos de ódio online.

ANÚNCIO