Uso de máscaras se tornará obrigatório – Entenda

ANÚNCIO

A novidade no enfrentamento da pandemia agora é o uso de máscaras. Enquanto os números de casos aumentam no Brasil e os estados e governo federal divergem sobre o isolamento, outras medidas são tomadas. 

A abertura de algumas cidades pelo Brasil e comércios, deixou o índice de contaminação pelo vírus mais arriscado. Seguir as recomendações de saúde de isolamento e de higienização agora é aconselhado e somado ao uso de máscaras individuais ao sair de casa.

ANÚNCIO

Elas são utilizadas para evitar a proliferação de gotículas pela boca e nariz. E mesmo que não se apresente sintomas, elas passaram a ser obrigatórias em diversas cidades do Brasil. O uso correto delas pode evitar e diminuir a contaminação pelo Brasil prevenindo uma segunda onda de infecção.

Uso de máscaras se tornará obrigatório - Entenda
Fonte: (Reprodução/Internet)

Saiba em quais cidades é obrigatório utilizar a máscara e como fazer uma. 

E a quarentena? Como reagem os governadores

A mudança dos ministros da saúde, pretende abalar a forma com que a pandemia é enfrentada pelo Brasil. Mesmo que as decisões de cada estado sejam tomadas por governadores e prefeitos, é do governo federal que podem vir as referências e indicações de ações. 

ANÚNCIO

Até esse momento, não há decisões específicas de Nelson Teich e especula-se até quando durará a quarentena. Enquanto isso, governadores tomam decisões sobre a medida de contenção do vírus. Alguns se adiantam na abertura do comércio, como Ibaneis Rocha do Distrito Federal que decidiu reabrir até dia 3 de maio. 

No estado de São Paulo, o governador da capital, João Doria estendeu a quarentena por mais 10 dias. A cidade é o epicentro da doença no país com mais de mil mortes por COVID-19. Contudo, Dória começou a divulgar nesta quarta-feira (22) detalhes do plano de abertura da cidade a partir do dia 10 de maio. 

Vai sair? Use máscara!

Entrando na onda da reabertura dos comércios e com a volta de circulação de pessoas nas ruas, os estados passaram a exigir o uso de máscaras de proteção para sair nas ruas. Em países como a China, as máscaras foram usadas desde o princípio da pandemia e em contrapartida, no Brasil não houve tanta atenção quanto a isso.

No momento, o Brasil já possui mais de 43 mil casos confirmados de coronavírus e passou das 2700 mortes. Para evitar o contágio, comprovou-se por meio de estudos a importância do uso de máscaras individuais para proteção. 

Os portais do governo federal divulgaram no início de abril, que máscaras caseiras ajudam na prevenção. Saiba mais portal de saúde. Atualmente, estados brasileiros passaram a cobrar o uso de máscaras na rua como obrigatório. Entre eles o Rio de Janeiro que multará em  R$ 177,75 quem estiver sem. No estado do Goiás, nas cidades de Belo Horizonte, de Curitiba, de Salvador entre outras. Confira a lista completa.

Como fazer máscaras de proteção

O uso das máscaras passou a ser recomendado porque ele evita que gotículas entrem ou saiam pela fala ou respiração pela boca ou nariz. As máscaras eram recomendadas pelo país para quem apresentasse sintomas, agora a indicação se estende por diversas cidades. 

Com isso, a produção de máscaras caseiras se intensificou. O Ministério da Saúde deu as recomendações para produzir uma máscara que possua a eficiência de proteção. Ela deve ser feita de tecido de saco de aspirador, de cotton, de algodão ou de fronhas de tecido antimicrobiano.

Outra recomendação, é que ela possua duas camadas, sendo uma que fica em contato com a boca e outra externa. A máscara deve cobrir toda a boca e nariz e deve ser trocada a cada duas horas ou quando tossir ou espirrar. Outro ponto importante é que a máscara é de uso individual. Veja no vídeo abaixo e saiba como fazer a sua. 

ANÚNCIO